Línguas de Fogo






Oh! Criaturas Rastejantes
De olhos marcantes
De sorriso seco
Enchendo as feridas de sofrimento.

Roguem criaturas infernais
Roguem por perdão
Rastejem para pagar seus pecados capitais
Criaturas cobertas por egoismo
Feita de ossos ocos
De boca pecaminosa
Vazias de espirito.

Queimem suas miseráveis no fogo
e de suas cinzas criarão um mundo novo
Pragas terrestres
Machucadas por seus atos enfermos
Quebram as regras
Pois nenhuma conduta é correta.

Criaturas malcriadas
De febril sede de capitalismo
Sangrem
E desse sangue criarei um novo idealismo
Criaturas cheias de defeitos e erros
Abominável cortejo de pragas enfermas
Saciarão sua fome e sua sede
Quando descobrirem a felicidade de viver. 

Comentários

  1. Uma palavra resume o que senti lendo o texto: MEDO! Espero que o fim do mundo no fim do ano nao esteja afetando seu juizo rsrs bjo Bianca

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni