Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Um Simples Beijo

Imagem
Quero beijar sua boca, Sentir essa coisa louca Que chamam de amor. Lançar-me neste profundo oceano, Para curar toda a minha dor.
Quero seguir seus passos, E mergulhar em seus braços. Sentir seu agradável calor.
Quero me perder em seu sorriso. Neste mundo colorido. Não quero estar sozinho. Com medo que ele perca a cor.
 Quero gravar poesia em minha pele. Com a sua boca pronunciar a línguas dos anjos, Num estalo, num beijo Deitado na cama eu vejo Você e eu fazendo o mais puro amor. Sem pudor, sem medo. Pois é esse o meu desejo.
E antes que o show acabe Antes que as cortinas desçam. Que os anjos dêem sua benção. Pois este é um sentimento verdadeiro. E tudo começa e termina com um simples beijo.

Desejo de Luxuria

Imagem
Quero te ver toda nua Com a beleza toda sua Enchendo meu ego de luxuria Possuindo me tudo seu
Provarei teu delicioso beijo Despertando um ardente desejo De leva-la para camasó por um momento Deixando-me levar em seus devaneios Como é doce e suave o teu cheiro Pois esse é o nosso momento
Amor adente em meu coração Se te magoei, por favor, te peço perdão Não queria viver na solidão Deixa eu viver a loucura dessa paixão
Te entrego-me de corpo e alma Sei que você me acalma Doce palavras são minha arma Versos contidos por palavras Minha alma Sofrendo, desesperada Ao seu amor acalma
Seu olhar cativante Corteja-me a todo instante Sua beleza exuberante A um pobre poeta errante Sei que isso não é o bastante Mas clamarei por uma chance.

Metamorfose

Imagem
Algo incerto, mas nem tão profano  Algo que vive em segundo plano  Quem te escreveu Comeu e não leu Cuspiu e saiu algo lindo  De favor, algo feito com amor.
Algo frio, insensível Palpável sim, Tangível Mas nasceu do lixo Do garrancho foi escrito Algo inexplicável, algo mundano Mas foi concebido Sem efeitos, sem nenhum dano
Algo que assombra as lembranças Que  não deixa rastros Mas fica escrito no livro das memórias E resultados de boas ou más histórias
Algo do nada Que se transformou em tudo Algo vindo da Gália Algo que vai mudar o mundo
Algo estranho Algo cagado e cuspido Algo no caminho Alvo do cupido No pulsar No coração de um menino.

Páginas Amarelas

Imagem
Páginas Amarelas
É tudo o que consigo encontrar Escrever, imaginar Palavras tortas no mesmo lugar Nas páginas amarelas Encontrei o sentido de amar
Escrever coisas bobas Palavras que saem da sua boca Nessa parafernália de coisas Nessa vida louca Nessa risada solta Páginas amarelas Um mundo feito de aquarelas
Palavras que induzem ao erro Palavras de um amor perfeito Prepare sua língua seca Pois minha alma é pequena E que sentido faz ela? Escrita entre linhas nas páginas amarelas