Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Lágrimas de um Desejo...

Imagem
Ouço o sussurro do vento

Vejo o balanço do mar

Na minha cabeça só um pensamento

O pensamento de sempre te amar



Lágrimas escorrendo do meu rosto

Em seus braços eu quero estar

Desesperado, grito por socorro

Onde será que posso te encontrar

De você cada vez mais me afasto

Na areia ficam meus passos

Sua beleza me cativa

Numa exuberante paisagem

Escrevo esta poesia



Escuto a voz do vento

Sinto a fúria do mar

Não suporto mais esse sofrimento

Estou me agonizando em lamentos



Você é meu sol

Meu sonho inacabado

O canto do roxinol

A tentativa de um amor frustado

Minha fonte de inspiração

Um mero amor juvenil

a dominadora do meu coração

A expressão de uma felicidade infantil

Sorocabana

Imagem
Ó, Sorocabana Terra de doces lembranças Lá é que vou tocar meu violão Pendurar minhas chuteiras Entre mil terras és a primeira Dona do meu coração
Incomparável seu esplendor Terra de povo trabalhador Gigante pela própria natureza De incontestável beleza Proprietária do meu amor
Sorocabana, tu és forte, tu és plena Rainha das riquezas Através dos séculos Jamais perderá sua nobreza
Sorocabana, é pra ti que quero voltar Sua saudade deixa-me cada vez mais forte Pois este é o meu lugar Sorocabana, te amarei até a morte.

"Homenagem a minha cidade natal : Sorocaba."

Coisas da Vida

Imagem
A vida é assim Num dia parece chata E em outro se torna quadrada A vida é assim Boa pra você, ruim para mim Boa pra mim, e para você nada feliz
Assim como o mundo gira A vida corre O amor fica A morte recorre
A realidade une as pessoas pelo medo Encaixando suas vidas com amor e respeito Qual é o palhaço da vez? Mostre-me e me torno freguês
A política é mais um pretexto Para deixar tudo nos eixos Quem condenará pelos seus erros? Oh! Seres humanos, cheios de defeitos
A magia da alegria Não é mais a mesma da vida sofrida Sacos de pão, barraco, lona, colchão Quanto vale um coração? Oh! Quem vai resolver nossos problemas Mesmo que ensinemos a usar papel e caneta Nada muda na vida desse planeta .

Olhares Amadores ...

Imagem
Olhar de Primavera. Perfume da mais bela rosa. Beleza avassaladora, Herdada da sua mãe: a Terra.
Olhar de outono Sincero e sereno Dos seus filhos, vela o sono. Com palavras doces, Sussurros encantados Revela segredos.
Pois a noite é a sua amada E a lua sua mentora. Prefere a histeria da calada. Do que morrer filha do silêncio.

Tempo ...

Imagem
I – Talvez seja tempo De seguir os teus passos, De buscar teus abraços, De encontrar seu sorriso. Ei, quero estar com você até o infinito. Mas o tempo não é mais meu amigo.
Talvez seja tempo de juntar a minha metade, De descobrir a verdade. E trilhar o caminho da felicidade. Sem medo de olhar para o passado E sentir saudade, Do tempo em que andava comigo Mas o tempo não é mais meu amigo.
II -Talvez o mundo não seja o lugar certo E procurando em rostos incertos. Descobri, com o tempo, o sentido de ser correto. E chorar apenas por estar contigo. Ei, tempo, você não é meu amigo.
É chegada a hora de partir. E a felicidade vai comigo A alegria de ter um amigo Não roubará o tempo perdido
III – Talvez a vida não queira revelar os seus mistérios. E andar sozinho não seja mais um perigo. O tempo que escorre entre seus dedos Não é mais o tempo amigo.
Não quero olhar para trás E sentir-me derrotado. Feliz seja o cego que enxerga com o coração. Pois não julga o homem com mal olhado E não se arrependa do que faz. Mas do temp…