Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

É Tarde

Imagem
É tarde, Para retomar nossos desejos, Para recolher nossas migalhas, Para redimir nossos erros, Para escolher nossos medos.
É tarde, Para nos apaixonar por nós mesmos, Para procurar defeitos no espelho, Para reivindicar o passado, Para sermos o que queremos.
É tarde. Para buscar esperança em outra criança, Para rir porque se está feliz, Para idolatrar nossa infância, Para morrer por um triz. É tarde! É tarde! É tarde! Mas, não tão tarde!

Poeta Delirante.

Imagem
Prefiro ser um poeta delirante Ao invés de colecionar opiniões na minha estante.
Cultivar essa minha loucura inquietante
Pois não me conformo com uma cura brilhante.


Prefiro jogar meus versos ao vento E sair correndo,
Por campos de flores de cheiro agridoce


Ser um palhaço e rir da própria palhaçada, Não me conformar com a vida nefasta.
E ligar o motor da minha criatividade
Na estrada da saudade.
Declamar versos de amor puro
E não viver implorando por sua piedade.


Prefiro ser um poeta delirante E fugir dessa selva de pedras ruminantes.
Em meus delírios buscar os poemas mais escondidos.
Um verso de que me seja o remédio,
Para curar meu tédio
E ser um homem de verdades marcantes
Afinal, prefiro ser um poeta delirante.
Do que colecionar opiniões na minha estante.

Rascunho #002 : Na Solidão de estar sozinha

Imagem
E lá se vai um grande amor,  Na rua fria,  Pela calçada contornando as esquinas.  Ela me deu um beijo.  Um mimo, um carinho.  Mas ela preferiu seguir seu caminho,  Mesmo estando na solidão de estar sozinha...