Postagens

Mostrando postagens de 2016

O Monstro

Imagem
eu sou um monstro, e engulo tudo pelo caminho. eu ignoro o seus erros. pois errar é humano. e sou apenas um monstro.
e quando você olhar para o espelho verá-me nele refletido e eu assistirei seu choro contido. estarei preso através do pesadelo reprimido.
acho que não preciso fazer sentido sou um monstro, detono tudo pelo caminho o mostro do capitalismo, do egoísmo e para certas sociedade sou o mais temido. devoro suas crianças, seus filhos o mostro da fome do idealismo surreal, sutilmente infalível
sou um mostro através do espelho estou perto, talvez no quarto de brinquedos esperando para devorar suas ideias todo que há de mais bonito afinal sou um monstro e engulo tudo pelo caminho.

Mesmos Erros.

Imagem
Por favor, não me deixe errar. Guie meus passos pelo deserto. Não me deixe errar. Pois você é meus olhos nessa escuridão. Não me deixe chorar, Lágrimas de saudade.
Por favor, não me deixe errar. É tão frio lá fora. E a noite parece tão encantadora no seu sorriso. Não me deixe errar, Pois a primeira pedra em minha mão, Sempre é a pedra angular.
Não me deixe errar. Não me faça se arrepender dos nossos beijos Por favor, não bagunce meus sentimentos. Poderia ser mais um grito violando seu silêncio. Por favor, não me deixe estar sempre certo.
Não me deixe pagar pelos meus erros. Não me deixe rasgar seus vestidos. Não há mais tempo. Não há mais vinho. Para nos embriagar pelos seus risos. Não me deixe esperar, Mais um dia em que sempre me senti sozinho.
Por favor, não me deixe errar. E desperdiçar meus versos. Não há mais tempo, Para atender todos os seus pedidos. Não me deixe errar. Não corra esse risco. Tudo que eu quero, conquisto. Pois tenho você no meu caminho.
Não me deixe errar. E jogar todo esse amor pelo caminho. Qu…

Borboletas...

Imagem
Você voou para longe de mim. Eu confesso que não queria que fosse assim, Anjos têm asas para voar, eu sei? Mas para proteger também
as vezes e difícil traçar o mesmo caminho, Especialmente quando se está sozinho, Mas você foi e eu deixei você ir  Para você talvez seja um alívio  Para mim foi só mais um desafio.
Lembro-me das cartas de amor que te enviei. Com tantos erros, desejando apenas um beijo, Mas você nunca me respondeu  E mesmo assim lembrei do seu aniversário Te enviei um lindo presente Mas você nunca o recebeu
A vida nos prega cada peça, Parece mais uma roda-gigante. Mas nem tudo é como queremos, Mas sim como merecemos
Mas não importa o quanto o mundo rode, Quanto tempo vai levar para você voltar para mim. Sei que borboletas sempre voltam,  basta eu cuidar bem do meu jardim.

O som das folhas.

Imagem
Ainda ouço o som das folhas. Sussurrando pensamentos de sonhos eternos. Ainda espero ser sua. E você meu eterno cavaleiro.
Ainda danço com minhas sombras. Ainda banho as minhas plantas, Com lágrimas de um amor que ainda tenho. A certeza que será minha esposa.
Ainda vejo a luz por trás do muro. Ainda vejo meu reflexo no espelho. Ainda corro para os seus braços, eu juro, Ainda ganho seu beijo.
Ainda ouço o som do vento. Assobiando meus suspiros. Ainda tenho medo. Da morte levar meu espírito, Antes que seja tarde. Antes que o inverno chegue e me mate. As folhas que murmuram, aos meus ouvidos, As juras que fiz naquela árvore. Quando éramos somente amigos.