Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2019

Longo dia.

Imagem
Tem sido um longo dia meu amigo. Guardarei sua espada. O que enfrentamos em anos de luta. Agora não é mais uma ameaça.
Combatemos o bom combate. Rezemos por milagres, e Deus ouviu nossas preces. A vitória veio, mas o que ficou foi só saudade...
Sei que minhas lágrimas não valem o sangue derramado. Nem a cerveja da comemoração. Só sei que você sempre esteve do meu lado. Sempre ensinou-me a dar o perdão.
Tem sido um longo dia meu amigo, e o reino está em paz, Sei que a guerra não foi vencida. Mas espero te encontrar uma vez mais.

Busco.

Imagem
Busco em outras bocas o seu sorriso, Em outros braços, o seu abraço. Vejo em seus olhos a luz para iluminar meu caminho. Talvez seja uma busca por carinho. E se eu por acaso escorregar, Por favor, não me deixe chorar sozinho.
Busco em outros passos um objetivo. Trilhar em outras vidas, um outro caminho. E se por acaso te encontrar, Venha caminhar comigo.
Busco em outros espelhos a tua imagem. Talvez somente um motivo, De arrancar dos seus lábios um lindo sorriso. Busco em outras páginas a nossa história.  Um segredo guardado a sete chaves. Estampado, a muito tempo perdido, na capa de um livro.
Busco em outros versos um pretexto. Uma maneira de ter você de volta. De congelar o seu riso. Mesmo se o tempo não está bem comigo. Ainda busco um jeito de enxugar suas lágrimas. De te levar de volta ao Paraíso.

Poeira na Estante.

Imagem
Ainda mesmo que eu perca o verso.
Ainda mesmo, minha mente insiste em me convencer do inverso.
Mesmo assim, em seus lábios vejo um pretexto.
Mesmo que não haja motivos.
Ainda me falta versos.
E poeira fica juntando na estante de livros.

Quão é grande meu amor pela poesia.
Mesmo que a rima seja escarça.
Ainda olho no espelho,
E invento mais uma desculpa para meu dia que seja bonito.

Tenho saudade do cheiro dos meus livros.
Do sebo das velas, das suas páginas amarelas.
Tenho saudade da minha caligrafia.
Borrões de imagens em forma de poesia.

Busco um motivo para me reinventar.
De sair dessa melancolia.
Ainda encontro um jeito,
Ainda rezo,
Para voltar a ser poeta um dia.