Criaturas Noturnas!


Corro na noite
Meu estilo é zoar
Brinco com a morte
Até ela me alcançar



Se a noite é quente
A lua esfria
Se a noite é fria
A bebida esquenta



Danço na noite
Meu palco é a luz do luar
Qualquer trocado
Serve de estimulo para dançar
E a lua a me embalar



Moro na noite
Não tenho lugar
Sou homem de rua
Vejo-me admirado com a imensidão da lua
Sonho que Lua irei alcançar



Meia noite toca
Uma da manhã também
A noite vai-se embora
O sol já vem
Não me importa as lembranças agora
E a medida que o dia nasce
Eu as esquecerei.

Comentários

  1. Ficou mto bom seu poema!!!!parabens!!!bjss sucesso!!!!

    ResponderExcluir
  2. Interessante, lua, noite...aspectos de solidão...bebida...parece estar vagendo sim, mas em busca de algo...gostei...muito bom este poema
    abraço

    ResponderExcluir
  3. lindo lindo seus poemas contiinue sempre assim, muuuuuito sucesso pra você!

    ResponderExcluir
  4. Não só criaturas noturnas, mas todo o seu trabalho é fantastico! Parabéns Xico

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Porque te amo!