Mesmos Erros.


Por favor, não me deixe errar.
Guie meus passos pelo deserto.
Não me deixe errar.
Pois você é meus olhos nessa escuridão.
Não me deixe chorar,
Lágrimas de saudade.

Por favor, não me deixe errar.
É tão frio lá fora.
E a noite parece tão encantadora no seu sorriso.
Não me deixe errar,
Pois a primeira pedra em minha mão,
Sempre é a pedra angular.

Não me deixe errar.
Não me faça se arrepender dos nossos beijos
Por favor, não bagunce meus sentimentos.
Poderia ser mais um grito violando seu silêncio.
Por favor, não me deixe estar sempre certo.

Não me deixe pagar pelos meus erros.
Não me deixe rasgar seus vestidos.
Não há mais tempo.
Não há mais vinho.
Para nos embriagar pelos seus risos.
Não me deixe esperar,
Mais um dia em que sempre me senti sozinho.

Por favor, não me deixe errar.
E desperdiçar meus versos.
Não há mais tempo,
Para atender todos os seus pedidos.
Não me deixe errar.
Não corra esse risco.
Tudo que eu quero, conquisto.
Pois tenho você no meu caminho.

Não me deixe errar.
E jogar todo esse amor pelo caminho.
Que desperdício!
Acho que nunca mais vou amar.
Se este for meu único erro.

Por favor, não me deixe errar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni