Esperança (Feliz 2013)





Eu vejo esperança
Nos olhos daquela criança
Que corre soltando pipa
Em tarde quente que precede uma tempestade.

Eu vejo esperança,
Na mulher que tem em seu colo
O filho ainda bebê
E seu riso solto sem dentes,
Que toca no coração da gente.

Vejo esperança na roda de samba
No barzinho de esquina esquentada
Com cerveja gelada.

Vejo esperança no abraço de um amigo
Que é a assinatura de confiança impar.
E você, meu amigo, quer saber?
Carrego um presente tímido
Que serve como lembrança
Para nunca me esquecer de que em seus braços,
Encontrei uma coisa chamada: Esperança.

" Feliz 2013"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni