Desde o fim até o Começo.




Deixe-me tocar seus cabelos,
e dedilhar canções de puro sentimento.
Empresta-me tua boca e,
arraste-me para esse inferno.
Lutas, Paixão e desespero
Não fazem a vida um ato poético,
mas sim, o leve toque do seu beijo.

Que os seus olhos iluminem meu caminho
E seus braços sejam como asas que me levam ao paraíso.
Não desafio que eu não possa vencer
Sem ter você em meu pensamento
Pois é forte meu querer,
colar meu corpo ao teu,
só para sentir o teu prazer.

Que os ventos da Vitoria seja a dadiva de Deus,
que meu futuro corra entre seus dedos,
e seremos felizes com os frutos do passado que colhemos.
Que suas lágrimas não sejam um sinônimo de adeus,
e sim uma forma de recomeço.
Pois, eu te amo.
Desde o fim até o começo.


Comentários

  1. Quando amamos alguém, amos por inteiro, com defeitos e qualidades, em dias bons ou não, do começo ao fim. Linda poesia!

    ResponderExcluir
  2. Poeta, passando para desejar-lhe uma ótima semana...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. uma das maiores vítória é vencer a dor, da dor da alma, da falta de amor... e da própria dor.
    ... e lindo poema.
    até...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni