No Ciclo do Tempo...




Meu riso é imperfeito.
suas palavras não vai deixar meu choro mais bonito,
não adianta acalentar maus pensamento,
se sua alma se definha por dentro.

não vim aqui para escutar seu lamentos
nem para vomitar palavras de excitamento
na minha boca corre um rio luxurioso
e meu corpo se entrega ao seu derradeiro beijo

e ainda ouço o som das suas lágrima no meu peito
e a teoria platônica do amor utópico estava cheia de erros
e vivemos cada dia sobre a sombra de mesmo medo
e a nossas vidas não passa de uma equação em constante movimento
fixadas por Deus no ciclo do Tempo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni