Cassem os Ratos.





Cassem os ratos.
Ratos que habitam as cadeias 
Que vivem em nome de uma sigla
Ratos que não sabem o que é justiça
Que comentem crimes,
Acabando com vidas,
Vendendo drogas nas esquinas.

Cassem os ratos
Rolam-se os dados
Matem os ratos
Vejam os fatos.

Matem os ratos
Ratos que trabalham fardados
Que andam em comboio de vários carros
Que fazem uso indevido da constituição.
Ratos que eram para proteger a população.
Mas, com medo  do inimigo
Ao menos sinal de perigo
Dão tiros adoidos em cima da gente
Ferindo o cidadão descontente.

Cassem os ratos
Rolam-se os dados
Matem os ratos
Vejam os fatos.

Matem os ratos
Ratos que fazem arruaço
Que nessa onda pegam embalo
Ratos que deixam os ônibus queimados
Que se escondem em buracos.
Ratos que andam de motos feito doidos
Atirando pra tudo quanto é lado
Botando medo no povo.

Cassem os ratos,
Rolam-se os dados.
Matem os ratos,
Vejam os fatos.

Cassem os ratos
Ratos que usam terno e gravata
Que assistem nossa realidade pela bancada
Ratos que fazem julgamentos por uma sigla
Que votam projetos
Onde tudo acaba em pizza
Ratos que acusam uns aos outros
Que constroem sua carreira
Mentindo para povo.

Cassem os ratos
Rolam-se os dados
Matem os ratos
Vejam os fatos

Cassem os ratos
Ratos de tamanha ignorância
Que tem a protuberância
De pôr todos os ladrões em fila
E tira-lhes a vida a balaço
Ratos que estão apavorados
Com medo de perderem a suas vidas

Cassem os ratos
Rolam-se os dados
Matem os ratos
Apurem os fatos.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni