Objeto Humano





Vista sua melhor roupa
Use seu melhor perfume
Vá às compras
Não perca o costumo
Varias marcas, vários nomes
De use e desuse



Tudo lhe cai bem
Sou filho do capitalismo também
São blusas, camisetas, e meias
Usadas por mais ninguém
Sou vivo
E vivo do marketing da propaganda
do poder do dinheiro
Na cabeça dos homens do jovem, da criança


Visto em painéis pela cidade
Andando com você, não importa a idade
Eu giro ao redor do mundo
Eu induzo ao consumo
Estou no grito da moda
Estou no cartaz da sua porta



Sou eu que movimento um vasto mercado
Sou a imagem a passeio de carro
Sou seu outro lado
Um irresistível pecado
Sou seu presente de fim de ano
Sou um objeto humano

 
 

Comentários

  1. ooii amigo, ta muito lindo seu blog viu ?

    ResponderExcluir
  2. Guilherme Alves Santos24 de setembro de 2013 03:57

    Excelente , só uma correção , no quarto verso da primeira estrofe acho que seria "costume" e está costum"o". Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Porque te amo!