Meu querido amor


Até que o último botão de rosa caia,
Até que os rios sequem as suas águas
Eu Amarei você

Até o meu último Suspiro,
Até a última nuvem do céu
As estrelas, o universo, o infinito
Meu coração estará sempre junto ao seu.

Lágrimas, murmúrios de amor
Cartas rascadas, ambição, pavor
Tudo isso não será o bastante,
Para me manter distante,
E encarar a vida num instante
Para te amar sem pudor.

Palavras frágeis e um coração sensível
Não te satisfaz,
Eu sei, não sou capaz
Mas quero ser seu menino,
Moço bonito
Seu amado rapaz.

E no meio dessa magia
Com toda essa folia
Não deixando de lado a simpatia.
Conquistar-te-ei, seja como for
Que bom seria,
Tê-la em meus braços
Sei que você sussurraria
“Meu amor, meu querido amor”.

Comentários

  1. Nossa amei teu blog, também adoro poesia, la no meu blog também posto as minhas...
    To te seguindo, ficaria feliz se me seguisse também, parabéns pelo blog e feliz natal !!

    ResponderExcluir
  2. Isabelly Schneider2 de janeiro de 2010 20:10

    Adorei suas poesias e seu blog em geral. Poesias de Boníssimo gosto, com a sutileza que enaltece a grandeza de nossa mente, proporcionando uma paz com o nosso interior. Também vindo de você só poderia ser coisas boas e de um gosto irrefutável e muito agradável. Essas são minhas palavras com toda a propriedade e sinceridade.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas Boas

Resenha : Os Crimes do Mosaico - Guilio Leoni